quinta-feira, 12 de março de 2009

Desabafo

Essa semana eu resolvi parar um pouquinho para pensar em algumas coisas e o blog, obviamente, entrou na lista. Fiquei pensando porque diabos decidi fazer um blog e mais, um blog sobre a Lapa. Pensei, pensei, pensei, e, enfim, cheguei a uma conclusão:
Criei o blog primeiramente porque eu precisava colocar para fora todos meus textos, crônicas, poesias e outras porcarias que saem dessa minha cabeça. Mas criar um espaço apenas para isso não me soava bem; então aliei a Lapa ao bloguinho de textos e etc. Daí surgia o Moderna Lapa Retrô.
Só que o tempo foi passando e o blog foi mudando de cara. Os textos, contos, crônicas e outros restos foram cedendo lugar às programações das casas da Lapa. Eu com essa péssima mania de jornalista, acabei me sentindo responsável pela divulgação das casas que, na minha opinião são as melhores do local. Em vez de criticar determinado espaço, optei por simplesmente não divulgá-lo aqui. Só posso defender aquilo que acredito, que frequento, que recomendo aos meus amigos e aos demais.
Mas vou ser sincera aqui: o Moderna Lapa Retrô já foi bem melhor. Comecei mais empolgada, dava mais atenção aos posts, dando dicas dos lugares, descrevendo melhor sobre o bairro, além de postar também os meus momentos de "escritora". E foi nessa última semana que me dei conta de que o blog tá meio parado, meio hermético, meio sem-graça...
Gostaria de pedir desculpas primeiro àqueles que me acompanham e deixar bem claro que o blog não vai acabar (porque eu imagino que a essa hora tem gente já achando isso...). Muito pelo contrário: o blog vai ressurgir porque a taurina aqui é cabeça-dura que só vendo!! A mudança não será radical, da noite para o dia. Impossível! Infelizmente não tenho tanto tempo pra me dedicar o quanto gostaria, mas a proposta de modernizar e dar um toque mais cool ao Moderna Lapa Retrô é verdadeira.
Os posts com a programação das casas continuarão aparecendo por aqui, mas pretendo colocar algumas coisinhas novas. Espero que até a metade do ano o bloguinho esteja tinindo, do jeitinho que estou bolando...É ver pra crer!!!
Agradeço muitíssimo aos amigos que acreditam e que acompanham o blog e isso inclui também as Assessorias de Imprensa e os empresários.
E respondendo a pergunta inicial sobre o porquê do blog: escrevo sobre a Lapa não porque gosto apenas, mas sim porque frequento e muito! E nada mais pertinente do que misturar meu lado boêmia-escritora com a Lapa que tanto conheço e adoro...

5 comentários:

Thiago Panza Guerson disse...

Eu acredito!
Tô contigo e não abro!
Beijaooooooooo

MAR DE CULTURA- http://mardecultura.blogspot.com/ disse...

Inicialmente, quero mais uma vez prestar minha homenagens ao seu blog,quanto ao seu DESABAFO discordo em parte, o que vc escreve é conhecimento, pois o cara que escuta um Samba e gosta preza por essa cultura logo, impede sua morte, além disso a Lapa é um local cosmopolita onde você aprende a cada noite de boemia, além disso, é fato incontroverso seu amor pela LAPA, você não é uma pati que escreve coisas da Lapa, mas sim um jornalista contemporânea que preza pela sua existência, com todo respeito aos grandes mestres, O Modernalaparetro é um Manuel Bandeira computadorizado, uma Madame Satã com mais educação, não que ele nao fosse educado, contudo as vezes era violento,um Ruy Castro feminino, um Sergio Cabral com menos peso e com um rosto angelical,um Amir Haddad em cena através das letras, em suma, todo sentimento carioca esta em sua palavras, no entanto concordo com sua ponderações a respeito dos seus textos, isto porque adoro quando alguém escreve com o coração sem demagogia, sem literatura hipócrita, sem falso ideologismo, escreve apenas a loucura residente em sua mente sem medo de ser feliz.

musicasambaechoro disse...

Concordo com tudo que o dono do blog Mar de Cultura disse amiga, seu blog fala sobre tudo que a Lapa oferece e mostra a sua paixão pelo local. Quanto aos seus textos, suas crônicas eu já estava sentido falta deles no seu bloginho, adoro seus textos amiga e sei que eles vem do fundo do seu coração. Continue assim.

LETÍCIA CASTRO disse...

Rô, e existe melhor combinação que essa alma de escrever, regada a uma boa boemia? Tem não, flor e, olha, o que quer que vc faça, a Torre vai estar sempre aqui, assinando embaixo, tá bom? Sou suspeita, pq já admirava a Lapa, agora sinto que a conheço de perto por sua culpa. Um dia, eu chego aí, vc já sabe.
Beijocas!

Juan Trasmonte disse...

O Erich Frohm já dizia que a fé está em quem duvida. Outros textos teus, crônicas e poemas tem tudo a ver com a boemia que está no DNA da Lapa.
Beijos