segunda-feira, 15 de junho de 2009

"A letra brasileira de Paulo César Pinheiro"

Acaba de sair do forno a biografia de um dos maiores compositores da música popular brasileira. A biografia de Paulo César Pinheiro, escrita pela jornalista e escritora Conceição Campos, reflete acerca da vida e obra deste grande mestre, incluindo letras e poemas escritos pelo próprio.
O livro "A letra brasileira de Paulo César Pinheiro" presenteia o leitor também com a inclusão de fotografias, trilhas feitas para cinema, teatro e TV, assim como a discografia do compositor.
A autora pesquisou todo o acervo de Paulo César para escrever sua biografia. O cantor e compositor possui em toda sua história artística mais de cem parceiros, como Tom Jobim, Badem Powell, João Nogueira, Francis Hime, Edu Lobo, Dori Caymmi, entre outros. Suas músicas ficaram eternizadas por belas cantoras, como a saudosa Clara Nunes, Beth Carvalho, Mariana Aydar, Mônica Salmaso, etc.
O livro surgiu da parceria da Petrobras com a Editora Casa da Palavra e custa R$40.
Eu particularmente tenho profunda admiração por sua vida e obra. E a música-poema que gosto bastante é PESADELO, composta em parceria com o também compositor Maurício Tapajós:

Pesadelo
(Paulo César Pinheiro e Maurício Tapajós)

Quando o muro separa uma ponte une
Se a vingança encara o remorso pune
Você vem me agarra, alguém vem me solta
Você vai na marra, ela um dia volta
E se a força é tua ela um dia é nossa
Olha o muro, olha a ponte, olhe o dia de ontem chegando
Que medo você tem de nós, olha aí
Você corta um verso, eu escrevo outro
Você me prende vivo, eu escapo morto
De repente olha eu de novo
Perturbando a paz, exigindo troco
Vamos por aí eu e meu cachorro
Olha um verso, olha o outro
Olha o velho, olha o moço chegando
Que medo você tem de nós, olha aí
O muro caiu, olha a ponte
Da liberdade guardiã
O braço do Cristo, horizonte
Abraça o dia de amanhã, olha aí

2 comentários:

musicasambaechoro disse...

Adorei!!! Amo esse tipo de leitura, musica e poesia. Perfeito.
Vou comprar!
Obrigada pela dica.

MAR DE CULTURA- http://mardecultura.blogspot.com/ disse...

É realmente fiz você se apaixonar pelo insigne " Paulo Cesar Pinheiro", todavia, ainda espero fazer vc conhecer o meu bloco de coração, o Escravos da Mauá, Beijão.